Anterior

ANTERIOR

Após decisão da Justiça, Flordelis não se apresenta para colocar tornozeleira eletrônica

22/09/2020

Giro pelo Brasil

Número de divórcios no Brasil aumenta em 18,7%

Aumento no número de divórcios coincide com a liberação de atos notariais de forma online

Fonte: Portal Cartório no Brasil | 11/08/2020 - 10:15
Número de divórcios no Brasil aumenta em 18,7%

A pandemia do Covid-19, o novo coronavírus, que se instalou em todo o mundo desde o mês de março, trouxe reflexos para o brasileiro. De acordo com classificação feita pelo Colégio Notarial do Brasil, o número de divórcios deve um aumento de 18,7%. Os dados vão de encontro com a autorização de atos notariais de forma online.

A decisão, dada em maio deste ano, permitiu que diversos atos notariais pudessem ser feitos remotamente. A ação teve como principal objetivo a prevenção e cuidado com os servidores diante da pandemia. Dentre os atos notariais autorizados estão:

- Divórcios;
- Inventários;
- Compra e venda de imóveis;
- Doação;
- Procurações;
- Partilhas.

Dados sobre divórcios no país

A liberação do divórcio de forma online só ocorre quando não há filhos menores de idade. Assim, o divórcio extrajudicial – ou seja, aquele feito em cartório – tornou-se mais viável. Dessa nova forma, o serviço pode ser realizado sem a necessidade de deslocamento, trazendo inclusive maior agilidade ao processo.

24 estados brasileiros contaram com esse aumento. O salto foi de 4.471 no mês de maio para 5.306 divórcios em todo o país no mês de junho. Dentre os com maior taxa estão:

1 - Amazonas – 133%;
2 - Piauí – 122%;
3 - Pernambuco – 80%;
4 - Maranhão – 79%
5 - Acre (71%).

Ainda segundo o estudo, somente alguns estados não contaram com essa mudança, sendo eles Amapá, Rondônia e Mato Grosso.

Como solicitar divórcio?

Para solicitar o divórcio extrajudicial, ou seja, aquele realizado no Cartório de Notas, os interessados precisam concordar com a decisão. Além disso, não pode haver pendências judiciais, como filhos menor de idade ou incapaz.

Com isso, o casal deve possuir um certificado digital, também emitido pela plataforma, e expressar, em videoconferência conduzida pelo tabelião, o desejo de divórcio. Desde o início do mês de julho também é possível realizar a atividade através do celular, pela plataforma e-Notariado.