Anterior

ANTERIOR

`A igreja na Venezuela tem se despertado como em nenhum outro lugar´, diz missionária

29/05/2017

Universo Cristão

Mais de 150 milhões de Bíblias foram produzidas no Brasil em 21 anos

Sociedade Bíblica do Brasil produziu mais de 150 milhões de Bíblias e Novos Testamentos desde quando inaugurou sua gráfica, em 1995

Fonte: Guiame | 09/01/2017 - 10:10
Mais de 150 milhões de Bíblias foram produzidas no Brasil em 21 anos

Mais de 150 milhões de Bíblias e Novos Testamentos foram produzidos dentro de 21 anos pela Sociedade Bíblica do Brasil (SBB).

O número foi registrado desde 1995, ano em que foi inaugurada a Gráfica da Bíblia, hoje um dos maiores complexos mundiais dedicado à produção de Escrituras.

Rudi Zimmer, diretor executivo da SBB, atribui a marca ao engajamento das igrejas  brasileiras. “Nas últimas décadas, mais do que em qualquer outro período, as igrejas brasileiras têm se envolvido de forma crescente com esta divulgação, transformando o Brasil no país em que se realiza a maior operação de distribuição das Escrituras Sagradas no mundo, atualmente”, afirma.

Outro ponto ressaltado por Zimmer é que as igrejas brasileiras são as que mais enviam missionários para outras partes do mundo, fato que tem colaborado para a expansão da causa bíblica. No entanto, ele ainda vê a disseminação das Escrituras Sagradas como um desafio: “No Brasil, estamos passando por uma crise política, social e econômica que também afeta bastante a semeadura da Palavra de Deus”.

Gráfica de missões

Inaugurada em 1995, a Gráfica da Bíblia tem sido essencial para que a SBB cumpra a sua missão de propagar a Palavra de Deus. “Ela é um dos dois maiores centros de produção de Escrituras do mundo, e os 150 milhões de Bíblias e Novos Testamentos produzidos vêm confirmar essa posição de destaque mundial”, enfatiza o secretário da Gráfica, Luiz Forlim.

Através da Gráfica, a SBB exporta Bíblias para mais de 100 países das Américas, África, Ásia e Europa. De suas instalações saem exemplares em português, espanhol, inglês, francês, árabe e até em ioruba, idioma falado em países africanos. Do total de Escrituras produzidas, cerca de 20% são destinados ao mercado externo.

A importância de oferecer as Escrituras aos mais diferentes públicos é ressaltada pelo secretário de Tradução e Publicações da SBB, Paulo Teixeira. “Traduzir, publicar e distribuir a Bíblia é permitir que a mensagem de vida que há em Jesus alcance todas as pessoas em nosso país”, afirma.

Além de alcançar outros povos, a SBB oferece Bíblias para pessoas com deficiência visual e auditiva. Há também exemplares voltados para enfermos, detentos, imigrantes, famílias, estudantes, pastores e líderes. “Para cada grupo, a SBB procura desenvolver e publicar Escrituras em formato e linguagem adequados”, comenta Teixeira.

A organização brasileira é destacada pela aliança mundial das Sociedades Bíblicas Unidas (SBU) por estar na vanguarda da distribuição de Escrituras. Somente em 2015, distribuiu 7,62 milhões de Bíblias, superando todos os outros países do mundo. “É evidente que a Sociedade Bíblica do Brasil desempenha um papel fundamental na missão global do movimento das Sociedades Bíblicas e estamos particularmente gratos por seu compromisso de levar a Palavra de Deus às pessoas vulneráveis”, disse o diretor geral das SBU, Michael Perreau.