Anterior

ANTERIOR

Irã vive o crescimento mais rápido da igreja clandestina, dizem cristãos

17/10/2018

Universo Cristão

Duas irmãs se recuperam de trauma em Samarinda

Além de Alvaro, Trinity e Anita, mais duas sobreviventes de bombardeio em Samarinda passam por aconselhamento pós-trauma

Fonte: Portas Abertas | 15/05/2018 - 12:30
Duas irmãs se recuperam de trauma em Samarinda

Alvaro, Trinity e Anita são três crianças que têm sido acompanhadas pelas Portas Abertas por terem sido vítimas de ataque a bomba em uma igreja em Samarinda, na Indonésia, em 13 de novembro de 2016. Ao longo dos anos temos divulgado a história delas e compartilhado sua dor e lutas, assim como sua jornada rumo à completa cura.

Na última audiência do caso, também conhecemos outras crianças que foram afetadas pelo bombardeio, como Misti Nofa Dinara Sibarani (também chamada Jean), de 8 anos, e sua irmã Elyka Herna Mentieva, de 5. Graças a Deus, elas não tiveram nenhum ferimento, mas ficaram traumatizadas. “Eu estava lá [no mesmo parque, com Alvaro e as outras crianças]. Ouvi um barulho muito alto e vi fogo, e corri para o lado da igreja”, relembra Jean.

Desde então, as irmãs têm passado por aconselhamento. Segundo a mãe, Sorta Marnaek, Jean foi a que ficou mais traumatizada. Porém, com o aconselhamento ela está se tornando capaz de contar o que aconteceu no dia do incidente. Antes, ela se retirava e se recusava a falar sobre isso. A mãe contou que Jean tem medo de luzes fortes e barulhos, como relâmpagos, chama do fogão, fogos de artifício, trovões e bexigas.

O terapeuta usa arteterapia para ajudar a diminuir o medo de Jean e acredita que a menina já tenha mostrado uma boa melhora no último ano. No último relatório, de março de 2018, ele escreveu que “Jane tenta mostrar uma reação natural quando vê uma bexiga, mas seu corpo se move ansiosamente. Ao ver a irmã enchendo uma bexiga, ela mantém distância. Após constante encorajamento, ela finalmente aceitou encher o balão. Mas quando é a vez da irmã, ela se afasta novamente”.

Ore por todas as crianças sobreviventes do ataque em Samarinda, para que sejam completamente curadas física e emocionalmente. Interceda também pela vida dos pais, por paciência e sabedoria, e por provisão para todos os gastos médicos. Louve a Deus porque eles têm sido assistidos através de parceiros locais da Portas Abertas.

Escreva para as crianças de Samarinda

Até 30 de junho de 2018, você tem a oportunidade de escrever cartões na língua indonésia (bahasa) ou em inglês para Alvaro, Trinity e Anita. Esses cartões serão sem dúvida uma fonte de alegria e encorajamento para essas crianças e seus pais, que têm atravessado momentos tão difíceis na recuperação física e emocional do trauma. Para saber detalhes sobre como escrever, clique aqui.