Anterior

ANTERIOR

Cineastas cristãos podem ser presos por não filmar casamento gay

19/10/2018

Universo Cristão

Cerca de 180 cristãs são estupradas e submetidas a casamentos forçados todo mês

Segundo a Portas Abertas, os dados se referem aos países onde impera a intolerância religiosa

Fonte: Guiame/ Com informações do Charisma News | 09/10/2018 - 14:00
Cerca de 180 cristãs são estupradas e submetidas a casamentos forçados todo mês

As cristãs Saifura Khorsa e Leah Sharibu são as faces reais da perseguição religiosa global. No mês passado, Leah Sharibu, de 15 anos, recebeu apenas 30 dias de vida, segundo a Save the Persecuted Christians - STPC (Salvem os Cristãos Perseguidos, em tradução livre), organização que defende mais de 215 milhões de cristãos pelo mundo, que enfrentam grande perseguição religiosa.

A ameaça foi entregue pelo Boko Haram, junto com o vídeo da execução de Saifura Khorsa, uma jovem parteira enfermeira que foi sequestrada com outras colegas em março. Leah foi sequestrada poucos dias antes, em fevereiro, com 109 de suas colegas de classe. Embora a maioria tenha sido libertada, ela foi mantida especificamente por se recusar a renunciar a Jesus como seu Senhor e Salvador.

"Há poucas semanas, o mundo festejou porque um vídeo provou que Leah ainda estava viva", disse o fundador da STPC, Dede Laugesen. "Agora nós assistimos com horror quando ela, e as outras mulheres foram levadas para o fuzilamento. Ou, será que o mundo sabe mesmo disso? Eles se importam? Onde está o clamor por Saifura? Por Leah?”, questionou Laugesen.

“Como cristãos americanos, não podemos mais fechar os olhos para o que está acontecendo em todo o mundo", disse ele.

Para mulheres jovens como Leah e Saifura, a STPC continua a trabalhar diligentemente para disseminar informações sobre como o povo americano pode ajudar seus companheiros cristãos que estão sendo perseguidos por causa de sua fé. Especialmente à luz de histórias como a de Leah, eles pretendem aumentar a conscientização sobre a perseguição cristã.

Outros dados

Segundo a Portas Abertas, a violência e a prisão de cristãos ocorrem de forma tão rotineira que raramente são notícia. Por exemplo, a organização informa que 255 cristãos são mortos em todo o mundo a cada mês. 104 cristãos são sequestrados. Cerca de 180 mulheres cristãs são estupradas, agredidas sexualmente ou forçadas ao casamento. 160 cristãos são detidos ou presos sem julgamento e 66 igrejas são atacadas. Todo mês.

Com estatísticas tão espantosas e o conhecimento de que a maioria desses crimes não são cobertos pela mídia, a STPC desenvolveu um site chamado Christian Persecution News para publicar casos atuais de perseguição.

Uma das maneiras simples e econômicas sobre como os americanos podem prestar apoio é encorajar seus pastores e líderes religiosos a compartilharem notícias sobre perseguição religiosa.

Com grande parte da população mundial atacada, presa ou exilada por suas crenças, como Leah, Saifura, o tempo é adequado para o trabalho que pode impulsionar mudanças políticas que responsabilizariam os perseguidores e aumentariam os custos de seus crimes contra a humanidade. A criação de tal movimento é necessária para fornecer aos formuladores de políticas a alavancagem necessária para influenciar a mudança em todo o mundo e aliviar o sofrimento daqueles que estão sendo perseguidos simplesmente por causa de sua fé em Jesus Cristo.