Anterior

ANTERIOR

Cultos online não podem substituir os cultos presenciais, diz autora

17/12/2018

Universo Cristão

Pastores são treinados como pacificadores na Colômbia

Mais de 30 pastores e líderes participam do projeto Ananias, a proposta de paz da Igreja Perseguida para a nação

Fonte: Portas Abertas | 07/12/2018 - 08:00
Pastores são treinados como pacificadores na Colômbia

Dez anos atrás, Fidel e Omar eram combatentes de diferentes grupos guerrilheiros da Colômbia. Fidel era parte do comunista Exército de Libertação Nacional (ELN). Omar parte de um dos grupos paramilitares, conhecidos por sua violência e ações contra civis e guerrilheiros. Hoje ambos são pastores.

“Se eu tivesse visto o pastor Omar no passado, seguramente meu primeiro pensamento seria de matá-lo. É a lógica da guerra: matar ou morrer. Você nunca pensa que há outra forma de desfazer as diferenças. Mas hoje me alegro no Senhor por poder chamá-lo de amigo e, mais que isso, de irmão. Como eu, ele também passou por violência e também conheceu o dom do perdão de Deus”, são as palavras do pastor Fidel.

Juntamente com Omar, Fidel é parte de um grupo de mais de 30 pastores conveniados à Portas Abertas Colômbia que participam de um treinamento para promoção da paz em zonas de guerra. O propósito do curso é dar a pastores e líderes, das mais violentas regiões da Colômbia, as ferramentas necessárias para promover uma cultura de paz baseada em princípios bíblicos. Os participantes são pastores unidos pela perseguição religiosa, pelo amor às suas comunidades e, como no caso de Omar e Fidel, seu passado como combatentes e perseguidores da igreja.

O projeto Ananias propõe a paz no meio das mais cruéis cenas de guerra e perseguição contra a igreja de Cristo. Portanto, é mais que um projeto, é a proposta de paz da Igreja Perseguida em um país com mais de 70 anos de conflitos internos, mais de 8 milhões de vítimas e os mais altos números de deslocamento interno do mundo. Por meio desse projeto, a Igreja Perseguida fortalece seu chamado de pregar o evangelho e vencer o mal com o bem.