Anterior

ANTERIOR

Dono de livraria é preso por vender Bíblia no Irã

18/09/2019

Universo Cristão

Cansados da guerra, sírios ouvem falar de Jesus e ganham Bíblias

Ex-soldado americano Dave Eubank tornou-se um missionário nos campos de guerra da Síria

Fonte: Guia-me / com informações CBN News / Foto: Free Burma Rangers | 22/05/2019 - 15:00
Cansados da guerra, sírios ouvem falar de Jesus e ganham Bíblias

Enquanto a guerra civil e a batalha contra as facções restantes do Estado Islâmico permanecem compondo o cenário da Síria, cristãos estão na linha de frente levando a palavra de Deus para os sírios.

O movimento é liderado por Dave Eubank, fundador da Free Burma Rangers (FBR, na sigla em inglês), traduzida como “Guardas Livres da Birmânia”. O ex-oficial do Exército dos Estados Unidos trabalha na região com um grupo de cristãos desde 2015, levando assistência médica e ajuda vital aos sírios.

Para eles, no entanto, a ferramenta de ajuda mais importantes é a Bíblia.

Recentemente, a equipe da FBR trabalhou em uma escola em Dadat, na cidade de Manbij, a poucos quilômetros do Exército Livre da Síria e do apoio do Exército turco. Apesar do risco de encontrar combatentes da Al Qaeda e do Estado Islâmico, que regularmente fazem ataques nessa região, a equipe de Eubank pregou o Evangelho para as crianças da escola através do programa “Clube da Boa Vida”.

“Eu dei o meu testemunho de conversão a Jesus. Me ofereci para distribuir Bíblias e um professor chamado Abdulsattar disse sem hesitar: ‘Me dê por favor, eu quero uma’. Eu dei a ele uma Bíblia e a outros professores também. Depois, prometemos ajudar a escola com o novo teto que eles precisavam”, conta Eubank.

Horas depois, ele recebeu um e-mail inesperado do professor Abdulsattar. “Ontem senti o amor e a compaixão que você estava compartilhando. Então, percebi como os americanos lutaram não só pela América, mas também pelo mundo”, disse o texto.

“O Estado Islâmico é horrível e tem zero respeito pela vida humana. Graças a Deus, temos a FBR para buscar justiça e segurança para todos. Que o Senhor continue direcionando seus passos. Que a mão protetora de Deus continue cobrindo você, sua equipe e sua família!”, o professor acrescentou.

“Obrigado por atender ao chamado de lutar por pessoas em situações perigosas, opressivas e malignas. Que Deus continue usando todos vocês no campo e na mídia como Seus embaixadores da graça, misericórdia, amor, verdade e poder! Toda glória a Ele! Estou orando por você e por sua equipe. Espero ansiosamente pelo dia em que todos possamos nos encontrar novamente”, finalizou Abdulsattar.

Eubank disse que Dadat continua crescendo e centenas de pessoas retornaram desde o ano passado. Ele e sua equipe continuarão levando ajuda e o Evangelho aos sírios de lá.

O militar da reserva teve uma experiência semelhante em Raqqa, que já foi a capital do califado do EI. A FBR ergueu duas cruzes nos escombros da igreja que havia sido destruída pelos terroristas. Depois, eles decidiram orar.

“Enquanto eu orava, comecei a pedir a Deus que esta igreja fosse reconstruída. Enquanto eu orava, uma dúvida veio a mim: ‘Provavelmente não há cristãos aqui. E quem voltaria? Por que estou orando por pessoas e fundos para a reconstrução? Parece tolo. Mas eu senti que deveria orar por isso de qualquer maneira’”, conta Eubank.

Depois que a equipe orou, um homem aproximou-se de Eubank e perguntou o que ele estava fazendo ali.

“Eu disse que Deus nos enviou para ajudar e orar, e ele disse: ‘Eu estou tentando reconstruir esta igreja. Eu sou um cristão. Meu nome é William. Fui baleado quatro vezes pelo EI, mas trouxe minha família de volta. Costumava haver 5.000 cristãos aqui, mas agora temos 15 anos’”, ele lembra.

“Ficamos todos maravilhados e oramos com ele por ajuda para reconstruir esta igreja. Eu disse que não tinha fundos suficientes para isso, mas orei com ele e disse que continuaria orando e tentando. Esses dois homens e outros nos inspiraram a ficar e ajudar os novos crentes aqui”, afirma Eubank.

Eubank e sua equipe afirmam que ficarão na Síria até que Deus os direcione a sair. Eles pedem orações aos cristãos de todo o mundo pelas pessoas que foram traumatizadas pelo terrorismo e pela guerra.