Anterior

ANTERIOR

Gari fez oração com colegas momentos antes de ser morto por bala perdida, no Rio

14/11/2019

Universo Cristão

Cristãos do Iraque ainda precisam do apoio da família da fé

Mesmo com fim da crise provocada pela invasão do Estado Islâmico, a igreja no Iraque ainda está traumatizada e dispersa

Fonte: Portas Abertas | 11/10/2019 - 09:00
Cristãos do Iraque ainda precisam do apoio da família da fé

O líder cristão Daniel, do Iraque, continua nos contando sua história. Ele compartilha como antes da crise causada pela invasão do Estado Islâmico (EI) estava em dúvida sobre seu chamado. Ele havia começado a estudar Medicina na faculdade, mas trocou pelo ministério sagrado – uma decisão que as pessoas não entendem, segundo ele. Daniel confessa: “Para ser sincero, em 2012 eu comecei a duvidar da minha escolha também e pedi a Deus um sinal para confirmar meu chamado para ser um líder cristão. A resposta veio no dia 7 de agosto de 2014, quando minha igreja se tornou um abrigo para muitos desalojados. Esse foi o sinal de Deus de que me queria o servindo aqui”.

Somente uma vez na vida ele se deparou face a face com os extremistas do EI. Ele estava indo de Erbil para Kirkuk com um motorista quando foi parado em um posto policial. Para sua surpresa, quem estava lá eram os terroristas. Ele relembra: “Nós entregamos nossa identidade e ficamos quietos, pois não queríamos que eles soubessem quem éramos. Então, eles perguntaram bravos: ‘por que vocês não estão falando conosco?’ O motorista pisou no acelerador e saiu o mais rápido possível. Escapamos sem um arranhão”.

Agora, Daniel ajuda seu povo a lidar com os efeitos da crise e os novos desafios. Recentemente, ele abriu um novo centro de aconselhamento pós-trauma em Kirkuk. “Se a crise me ensinou algo, é que é meu dever como líder cristão e como ser humano é ajudar as pessoas necessitadas”, afirma. Ele agradece a todos os parceiros que os ajudaram até agora, dizendo: “Sem seu apoio nosso povo não teria sido resiliente o suficiente para ficar aqui. Sua ajuda capacitou a igreja no Iraque. Nunca esqueceremos o que vocês fizeram por nós. Podemos esquecer os que nos perseguiram, mas nunca esqueceremos aqueles que ficaram conosco quando precisamos”.

Daniel espera que a igreja e os cristãos de todo o mundo continuem ajudando a igreja no Iraque com orações e contribuições, pois eles não poderiam seguir adiante sem essa ajuda. “Ainda somos uma parte do corpo que está em necessidade. Não esqueçam de nós agora”, é o seu apelo. A igreja no Iraque ainda está traumatizada e dispersa. “Precisamos de um recomeço com aqueles que ficaram no país, dando-lhes nova esperança”.

Junte-se a eles na reconstrução

Cristãos iraquianos contam com sua ajuda para permanecer no país e refazer a vida após os longos anos de crise. Ajuda ainda se faz necessária para a reconstrução de casas e igrejas. Doe e seja um com os cristãos perseguidos no Iraque.