CPADNews

`Vidas que marcaram vidas´: obra independente traz a Biografia do pastor Antoniêto Grangeiro

O autor do livro é o pastor Abner Saraiva Grangeiro, presidente do Centro Evangelístico para as Nações - CENEVAN

`Vidas que marcaram vidas´: obra independente traz a Biografia do pastor Antoniêto Grangeiro

Vinte anos após o falecimento do pastor Antoniêto Grangeiro Sobrinho, será lançado, de forma independente, o livro que relata as passagens da vida pessoal e ministerial do pastor que teve sua caminhada pautada pela propagação do Evangelho de Jesus Cristo de foma ativa, voluntariosa e destemida.

A obra escrita pelo seu filho, pastor Abner Saraiva Grangeiro, presidente do Centro Evangelístico para as Nações - CENEVAN, foi uma forma de honrar e eternizar o legado construído pelo pastor Antoniêto em décadas de trabalho pelas igrejas por onde passou.

Prefaciado pelo pastor José Wellington Bezerra da Costa, atual presidente de honra da CGADB e presidente do Conselho Administrativo da CPAD, o livro será lançado no próximo dia 11 de dezembro, na Sociedade Bíblica do Brasil - SBB, em São Paulo, às 8h30min.

O exemplar possui uma série de mensagens transcritas dos programas de rádios do pastor Antoniêto, anexos digitais de fontes, matérias, fotos, imagens, videos e hinos que poderão ser acessados através de QR Codes, pelo celular do leitor.

Pastor Abner conta, que a curadoria desse projeto, reúne cópias do jornal Mensageiro da Paz com publicações do pastor Antoniêto, notícias, e artigos na revista A Seara, foi iniciado por sua irmã Léa, que faleceu em 2011, ano que sua mãe, irmã Alice Grangeiro, também partiu para a Glória. O trabalho ficou parado até 2017, quando os irmão decidiram vender a casa, e o pastor Abner então, se interessou pelo valioso arquivo e resolveu dar seguimento a organização dos documentos.

"É uma emoção muito grande, uma honra eternizar tudo isso. Ao longo da pesquisa, fui descobrindo coisas importantes, que me motivavam e emocionavam muito", afirmou o filho.

Ele compartilha que, em princípio seu pensamento foi modesto. A intenção era presentear apenas os irmãos e familiares com o material após finalizado. Mas reconhecendo a riqueza da obra, quis passar adiante, como uma forma de apostila presenteando cada igreja que o pastor Grangeiro liderou.

Em novembro de 2020, pastor Abner foi despertado por uma ex-aluna da Escola Dominical, Diná Simas Tammerik, juntamente com o seu esposo Jaan Tammerik, que se propuseram a editar o material e transformá-lo em livro, assim disponibilizando para mais pessoas.

Pastor Antoniêto Grangeiro foi presidente da Junta Executiva das Deliberações da CGADB entre os anos de 1964 a 1966, e presidiu a 18ª Convenção Geral em 1966 - Sto. André/SP. Também atuou como membro do Conselho Administrativo da Casa Publicadora das Assembleias de Deus - CPAD, entre os anos de 1987 a 1989, representando a Região Sudeste do Brasil com quatro outros pastores.

Nascido no povoado de Junco, hoje, o nome da cidade leva o sobrenome da família, Grangeiro (CE) . Na cidade vizinha, Afonso Pena (atual Acopiara-CE), Antoniêto Grangeiro se converteu a Cristo e iniciou o seu ministério no sítio da família em Riacho Verde. Lá ele dirigiu culto entre 1931 e 1936 quando partiu para Bodocó (CE), onde casou-se com a Alice Torres Grangeiro.

Tiveram ao todo, doze filhos biológicos, Elda, El, Edna, Ebner (in memorian), Léa (in memorian), Cléa, Niêta, Levi, Adna, Libni, Abner e Antoniêto, e uma por meio da adoção, Lourdes Feliciano.

Pastor Grangeiro foi ordenado a pastor juntamente com o seu irmão Emídio Saraiva Grangeiro em 21 de julho de 1943 durante uma semana de Estudos Bíblicos realizados em Fortaleza (CE). Na época, a informação foi publicada no jornal O Mensageiro da Paz. 

Antes disso, nos anos 1940, 1941 e 1942, o pastor Grangeiro já havia publicado muitos artigos evangelísticos no Mensageiro da Paz. Ele é citado também no livro “História das Assembleias de Deus no Brasil”, páginas 122 e 123. Pastoreou as igrejas, AD Campos Sales/CE, AD Campo Maior/PI.

Além do ministério no Nordeste, ele também atuou no Sul do Brasil, em Santa Catarina, onde pastoreou várias igrejas no estado, entre elas, a AD Tubarão, AD Florianópolis e a IEADJO (AD em Joinville). Depois, foi a vez do estado Paulista recebê-lo em São José dos Campos, Piracicaba, Lorena e, finalmente, na capital, na AD Lapa, Vila Espanhola e como Co-Pastor no Belém sede (Belenzinho/SP); nessa última foi jubilado.

Em um relatado da história da Assembleia de Deus em Joinville/SC, foi feita uma menção sobre o ministério do pastor Grangeiro: " É lembrado sempre como um obreiro organizado, afável e de sólido ensino bíblico".

A comercialização do livro é feita Art Simas, e já está disponível para venda na livraria virtual da CENEVAN. Os exemplares também poderão ser adquiridos no dia do lançamento na SBB São Paulo, e nas igrejas no estado do Ceará, que receberão o escritor no mês de janeiro. Também será possível conhecer e adquirir a obra no Museu do Protestantismo no Ceará. 

Acompanhe o site da CENEVAN, pois brevemente será atualizado com novos locais de venda.

 
Pastor Antoniêto com o pastor José Wellington Bezerra da Costa


Irmã Alice Torres Grangeiro e os filhos


Pastor Abner Saraiva Grangeiro, autor do livro `Vidas que marcaram vidas´

 

Redação CPAD News/ Com informações Diná Tammerik - Foto: Divulgação