CPADNews

Tragédia de Brumadinho completa mil dias com oito pessoas desaparecidas

Desde janeiro de 2019, bombeiros só suspenderam a operação duas vezes, devido às restrições da pandemia de Covid-19

Tragédia de Brumadinho completa mil dias com oito pessoas desaparecidas

A tragédia de Brumadinho, região metropolitana de Belo Horizonte, completa mil dias do rompimento da barragem da Vale nesta quinta-feira (21). Equipes do Corpo de Bombeiros trabalham diariamente nas áreas atingidas pela lama com o objetivo de localizar as vítimas. Duzentos e sessenta e dois mortos já foram identificados por peritos da Polícia Civil, responsáveis pelas análises genéticas dos corpos localizados. Oito pessoas seguem desaparecidas.

A operação em Brumadinho é considerada uma das maiores ações de busca e salvamento das Américas. Desde o rompimento, em 25 de janeiro de 2019, 4.142 bombeiros de Minas Gerais atuaram na missão. Agentes de outros 16 estados cooperaram nos trabalhos, além da Força Nacional, Forças Armadas e Exército de Israel.

Durante esse tempo, as buscas foram interrompidas duas vezes devido a pandemia da Covid-19. As pausas aconteceram entre os dias 21 de março e 26 de agosto de 2020 e entre março e maio de 2021.

"Para não prejudicar o andamento dos trabalhos, houve a otimização dos Sistemas de Informações Geográficas (GIS) e o aumento do controle dos rejeitos nos Depósitos Temporários de Rejeito (DTR), com o uso de tecnologias que permitiram a quantificação do volume de rejeito vistoriado ou pendente de vistoria, sendo implementada dessa forma a sexta estratégia", explicou a corporação.

 

Da Redação do CPAD News / Com informações R7 / Foto: Divulgação/Internet (21.10.21)