CPADNews

PF indicia 19 pessoas por 270 homicídios em rompimento de barragem em Brumadinho

Diretores, gerentes, consultores e engenheiros da Vale e da Tüv Süd devem responder também por crimes ambientais

PF indicia 19 pessoas por 270 homicídios em rompimento de barragem em Brumadinho

Dezenove funcionários das empresas Vale e Tüv Süd foram indiciados pela Polícia Federal pelos 270 homicídios no rompimento da barragem em Brumadinho. A conclusão do inquérito, nesta quinta-feira (25), é resultado de uma segunda fase da investigação realizada pelo órgão. A tragédia aconteceu no dia 25 de janeiro de 2019.

Os profissionais, entre diretores, gerentes, engenheiros e consultores, das empresas responsáveis pela barragem e pela auditoria da estrutura devem responder por homicídio com dolo eventual, quando se assume o risco de matar, duplamente qualificado.

A PF também apurou a prática de crimes ambientais de poluição e contra a fauna terrestre e aquática, a flora, os recursos hídricos, unidades de conservação e sítios arqueológicos. Um quarto crime de apresentação de declaração falsa perante a ANM (Agência Nacional de Mineração) ainda foi investigado.

Segundo a PF, o inquérito será encaminhado ao órgão, ainda nesta sexta-feira (26),

 

Da Redação do CPAD News / Com informações R7 / Foto: Divulgação/Internet (26.11.21)