CPADNews

Primeiro-ministro é reintegrado no Sudão após golpe militar

A decisão é parte de um novo acordo feito com os militares para conter as manifestações violentas

Primeiro-ministro é reintegrado no Sudão após golpe militar

Abdallah Hamdok, primeiro-ministro civil do Sudão, foi solto e retornou ao poder ao assinar um acordo com o general Abdel Fattah al-Burhan, no dia 21 de novembro. O documento foi asinado no palácio presidencial em Cartum e garante a libertação de outros líderes civis que foram presos.

No dia 26 de outubro, a Portas Abertas relatou sobre a prisão de vários membros do governo de transição no Sudão. A ação foi consequência de uma tentativa de golpe de Estado em setembro, que acabou por fomentar a disputa de poder entre islâmicos mais conservadores e os democratas que derrubaram o ditador Hassan al-Bashir, há dois anos.

A população respondeu ao golpe e foi às ruas, bloqueando as vias, incendiando pneus e dispersando com gás lacrimôgenio. Mas os protestos continuaram e os militares reprimiram com munições reais, o que causou a morte de pelo menos 40 pessoas em um mês. 

 

Com informações Portas Abertas (24.11.21)