CPADNews

Crianças cristãs são queimadas até a morte na Nigéria

Em agosto, ataques violentos à comunidade predominantemente cristã de Yelwa Zangam, deixaram 40 crentes mortos

Crianças cristãs são queimadas até a morte na Nigéria

Jihadistas fulanis realizaram ataques violentos, em 15 e 25 de agosto, à comunidade predominantemente cristã de Yelwa Zangam, no estado de Plateau, na Nigéria. Segundo o International Christian Concern (ICC), 40 cristãos foram mortos, entre eles12 crianças.

No dia 15 de agosto, militantes fulanis mataram sete cristãos, três eram estudantes universitários. Uma das estudantes, Bitrus Danboyi, foi atacada quando voltava da igreja. 

Oscriminosos voltaram a atacar a comunidade cristã na noite do dia 25 de agosto. 16 cristãos foram mortos a facão e armas e 17 foram queimados junto com suas casas. As vítimas do incêndio criminoso ficaram irreconhecíveis e incluíam crianças e adolescentes, de quatro a 17 anos. 

De acordo com a Portas Abertas, a Nigéria ocupa o 9º lugar na Classificação a Perseguição Religiosa. No início de agosto, um orfanato na mesma região foi incendiado pelos radicais fulanis. A casa abrigava 147 crianças, que perderam seus pais em ataques anteriores do Boko Haram e Fulani. 

 

Da Redação do CPAD News / Com informações Portas Abertas, Guiame e Christianity Daily / Foto: Divulgação/Internet (10.09.21)