CPADNews

Radicais detêm à força cristãos reunidos em culto, no sul da Índia

Nacionalistas acusam, falsamente, pastor de conversão religiosa forçada, mas polícia libera cristãos

Radicais detêm à força cristãos reunidos em culto, no sul da Índia

No último domingo (7), ao menos 30 cristãos que se reuniam em adoração, foram atacados por membros do Sri Ram Sena, um grupo nacionalista hindu no estado indiano de Karnataka. Os radicais interromperam o serviço religioso na Colônia Maratha, uma cidade localizada no distrito de Belgavi, e acionaram a polícia, acusando o pastor Lema Cherian de se envolver em conversões forçadas.

De acordo com o Asia News, os nacionalistas hindus radicais detiveram à força, o pastor e o membros trancados no local de culto, e chamaram a polícia no local sob alegação da falsa acusação, para justificar o ataque. Ao chegar no local, a polícia interrompeu o incidente e mandou todos para casa.

Após a liberação dos cristãos, o líder do Sri Ram Sena criticou o governo por “ não coibir tais atividades ilegais”.

O pastor Cherian contou ao Asia News, que estava liderando uma oração com um grupo de pessoas interessadas, como fazem todos os domingos. “Não forçamos ninguém a vir aqui; estamos apenas praticando os ritos de nossa religião", disse.

A International Christian Concern (ICC), organização que monitora a perseguição religiosa no mundo, ressaltou que os ataques a cristãos e seus locais de culto aumentaram drasticamente, em Karnataka, após o anúncio do governo estadual sobre os planos de introduzir uma lei anticonversão. Apesar do estado indiano ainda não ter promulgado a lei, muitos nacionalistas hindus radicais no local estão agindo como se a lei já existisse.

Conforme publicado no CPAD News, mais de 6 mil cristãos se reuniram no dia 25 de outubro, no estado indiano de Karnataka, para protestar contra uma onda de perseguição e a proposta de promulgação de uma nova lei anticonversão.

O presidente do Conselho Global de Cristãos Indianos, Sajan K. George, afirmou ao Asia News, que "grupos de direita em Karnataka se sentem encorajados pela proposta apresentada pelo governo estadual de fortalecer sua lei anticonversão", disse.

As falsas acusações de cristãos estarem convertendo indivíduos ao cristianismo á força, está se tornando um "costume",  para justificar o assédio e a agressão. Em estados onde leis anticonversão semelhantes são promulgadas, incluindo Odisha, Madhya Pradesh, Arunachal Pradesh, Chhattisgarh, Gujarat, Jharkhand, Himachal Pradesh, Uttar Pradesh e Uttarakhand, os cristãos são amplamente abusados, e a polícia local, geralemente, ignora a violência aos religiosos.

 

Redação CPAD News/ Com informações International Christian Concern (ICC)  - Foto: Ilustrativa/ Pixabay.com