CPADNews

Cristã é perseguida pela família do marido

Rita orou e teve força para suportar a perseguição em silêncio

Cristã é perseguida pela família do marido

Rita Khadka* perdeu o marido, Raj*, vitima da COVID-19. Ele era pastor assistente em uma igreja local, no Nepal, e trabalhava para outra organização para sustentar sua família. 

Criada em uma família hindu, Rita conheceu a Cristo depois que seu pai se converteu e foi curado da hanseníase. Ela percebeu que o ele andava com um livro que nunca tinha visto e o lia todos os dias. Curiosa, Rita descobriu que era uma Bíblia e começou a ler também. 

Quando ela se casou com Raj, ele era cristão, mas a família dele não. A princípio, a família aceitou o casamento, mas depois passou a perseguir Rita e, com o passar do tempo, a perseguição aumentou. O sogro dizia que Rita incentivou Raj a ser cristão e tentou agredi-la diversas vezes, mas foi impedido pelo filho.

A família de Raj proibiu que Rita entrasse na cozinha e ela só podia se alimentar com uma pequena quantidade de comida que davam a ela. Ela trabalhava o dia inteiro e por diversas vezes dormia com fome, pois não permitiam que ela comesse mais do que lhe entregavam.

Apesar de se sentir magoada, ela ficava em silêncio e manteve tudo em oração.  Era Raj quem encorajava Rita quando eram desprezados pela família. Depois que ele morreu, ela ficou sozinha com os filhos; e, sem a ajuda financeira dos sogros.

 

*Nomes alterados por segurança.

 

Com informações: Portas Abertas (03.12.21)