CPADNews

Cinco cristãos chineses são condenados por participar de conferência cristã na Malásia

Conferência aconteceu em 2020, e contou com palestrantes influentes como os pastores Tim Keller e D. A. Carson

Cinco cristãos chineses são condenados por participar de conferência cristã na Malásia

O tribunal da cidade chinesa de Fenyang, na província de Shanxi, condenou cinco cristãos de uma igreja doméstica em Taiyuan a mais de seis meses de prisão, na última sexta-feira (7).

Os homens, membros da  Igreja Reformada de Xuncheng, foram presos por terem participado de uma conferência cristã em 2020, na Malásia.

Zhang Ligong recebeu a condenação de seis meses, Wang Runyun e Wang Shiqiang foram condenados a sete meses; e Zhang Yaowene e Song Shoushan pegaram oito meses de detenção. As libertações estão programadas para acontecer nos dias 28 de janeiro, 28 de fevereiro e 28 de março.

De acordo com a China Aid, os familisares dos cristãos afirmaram que eles estão bem e têm alegria em seus corações, por terem compartilhado o Evangelho com o juiz durante o julgamento, e terem dado a todos os presentes a oportunidade de conhecer a Deus.

Conforme divulgado anteriormente no CPAD News, os ministros An Yankui e Zhang Chenghao, também foram detidos em 21 de novembro do ano passado, sob acusação de “cruzamento ilegal da fronteira”. Em janeiro de 2020, os sete participaram de uma conferência na Malásia, a “KL2020 Gospel and Culture”, que contou com a presença de palestrantes influentes como os pastores Tim Keller e  D. A. Carson. Embora tenham saído e retornado à China pela alfândega com seus passaportes, o governo chinês ainda considerou sua viagem ilegal e os atacou com acusações fabricadas.

 

CPAD News/ Com informações do International Christian Concern (ICC) - Fonte: Shutterstock